Voltar

15 de Fevereiro 2021

Bem haja aos enfermeiros perioperatórios do IPO

Imprescindíveis antes, durante e após a cirurgia, os enfermeiros do Bloco Operatório do IPO Lisboa responderam com segurança e confiança aos desafios que vieram com a pandemia.

15 de fevereiro é Dia Europeu do Enfermeiro Perioperatório. Este este ano, a data assinala-se em contexto de pandemia e sob o lema «Uma ideia, uma mudança». Um desafio a que os enfermeiros do bloco operatório do IPO Lisboa responderam com a «segurança e a confiança de sempre».

 

Alice Ventura, enfermeira-gestora no Bloco Operatório do Instituto Português de Oncologia de Lisboa Francisco Gentil (IPO Lisboa) explica o papel dos enfermeiros perioperatórios: «Têm como principal função identificar as necessidades físicas, psicológicas, sociológicas e espirituais do doente e da família e planear, executar e avaliar um plano de cuidados individualizado, baseado nas mais recentes evidências científicas, antes, durante e após os procedimentos anestésico e cirúrgico.»

 

No Bloco Operatório do IPO Lisboa são 44 os enfermeiros que todos os dias se organizam para garantir a realização de cirurgias programadas e urgentes aos doentes do Instituto e de outros hospitais, otimizando recursos, acautelando a segurança, a prevenção da infeção, o controlo da dor e a recuperação pós-operatória.

 

Fazem-no num contexto excecional, cumprido as mais exigentes regras e procedimentos de um bloco operatório moderno e seguro e acautelando os desafios que vieram com a COVID-19.

 

Como refere a Associação dos Enfermeiros de Sala de Operações Portugueses (AESOP), a pandemia trouxe enorme pressão aos setores da saúde e obrigou à adoção de novas estratégias a nível organizacional, modificação de procedimentos e práticas para dar resposta às necessidades de cuidados da população.

 

Assim tem sido no Bloco Operatório do IPO Lisboa: «Continuamos centrados nas pessoas e nas famílias. Abraçamos com a confiança e a determinação de sempre um cuidar perioperatório holístico de segurança e de qualidade.»

Para a enfermeira Alice Ventura, «pensar a enfermagem perioperatória é focar-se num constante abrir de horizontes científicos, técnicos e humanos, na disciplina e na profissão, em benefício das pessoa sujeitas a uma intervenção anestésica e cirúrgica, em qualquer momento do seu ciclo de vida.»

 

O Dia Europeu do Enfermeiro Perioperatório é celebrado em toda a Europa com o objetivo de dar visibilidade ao trabalho desenvolvido pelos enfermeiros que cuidam em ambiente perioperatório.

 

Este ano, a AESOP convidou à divulgação de projetos centrados nas competências e responsabilidades dos enfermeiros perioperatórios que tenham sido implementados para manter ou melhorar a qualidade dos cuidados prestados à pessoa em situação perioperatória no contexto de pandemia.

 

Os pósteres serão divulgados no site da AESOP para votação pública, entre 15 de fevereiro e 30 de junho.

Utilizamos cookies para garantir que tem a melhor experiência no nosso site.

Se continuar a usar este site, assumiremos que está de acordo com a utilização de cookies