Back

02 de Dezembro 2021

Novas regras para visitas e acompanhantes

O IPO Lisboa alterou o regime de acesso dos acompanhantes dos doentes de ambulatório e dos visitantes dos doentes internados. Conheça as medidas em vigor.

Apesar da elevada taxa de vacinação contra a COVID-19 em Portugal, assiste-se ao aumento do número de novos casos de infeção por SARS-CoV-2 na comunidade e desconhece-se como evoluirá a pandemia.

 

Assim, e em conformidade com a declaração do Estado de Calamidade e alteração das medidas no âmbito da pandemia COVID-19, com efeitos a 1 de dezembro de 2021, o Instituto Português de Oncologia de Lisboa Francisco Gentil (IPO Lisboa) ajustou o regime de acesso dos visitantes dos doentes internados e dos acompanhantes dos doentes de ambulatório.

 

Com estas providências, pretendemos reduzir os riscos de propagação da infeção a doentes e a profissionais, assegurando o funcionamento do hospital e a atividade assistencial aos doentes em tratamento e a novos doentes.

 

Apelamos à compreensão e à colaboração de todos.

Visitas a doentes internados

» As visitas aos doentes internados são decididas caso a caso pelos diretores e enfermeiros gestores de cada serviço.
» Em todos as situações, a entrada de visitantes só é permitida mediante a apresentação de Certificado Digital COVID da EU (certificado de teste ou certificado de recuperação) ou apresentação de comprovativo de realização de teste diagnóstico SARS-CoV-2 com resultado negativo.
» São aceites os seguintes testes:
– Teste rápido de antigénio (TRAg), realizado menos de 48h antes do início da visita.
– Teste RT- PCR ou teste molecular rápido, realizado menos de 72h antes da visita.
» O controlo do acesso das visitas é efetuado na entrada da portaria através da leitura eletrónica do Certificado Digital COVID da EU ou da verificação de outro comprovativo.
» Os visitantes autorizados a permanecer junto dos doentes devem observar o cumprimento rigoroso das medidas de afastamento social, higienização das mãos e uso de máscara cirúrgica.

Acompanhantes
» No ambulatório só é permitida a entrada de um acompanhante por doente na primeira consulta médica e na consulta em que for comunicado o diagnóstico.
» Os doentes com incapacidade ou limitações físicas ou cognitivas podem entrar com um acompanhante.
» A entrada nos edifícios só é permitida 15 minutos antes da hora agendada

Lar de Doentes
» No Lar de Doentes as visitas só são permitidas com marcação prévia através do email lardoentes@ipolisboa.min-saude.pt.
» A entrada de visitantes só é autorizada mediante a apresentação de Certificado Digital COVID da EU (certificado de teste ou certificado de recuperação) ou apresentação de comprovativo de realização de teste diagnóstico SARS-CoV-2 com resultado negativo.
» São aceites os seguintes testes:
– Teste rápido de antigénio (TRAg), realizado menos de 48h antes do início da vista.
– Teste RT- PCR ou teste molecular rápido, realizado menos de 72h antes da visita.

Vir ao IPO
» O IPO Lisboa é um hospital especializado e com elevada diferenciação na área da oncologia. A admissão em consulta médica ou tratamento é feita mediante referenciação. Consulte as regras de acesso no sítio do Gabinete de Referenciação.

Medidas em vigor
» Devido à crise sanitária, é obrigatório usar máscara cirúrgica em todos os edifícios e espaços exteriores do Instituto. A máscara deve cobrir a boca e o nariz. Recomendamos que traga a sua.
» Alteramos os circuitos de entrada e saída dos edifícios e limitamos a circulação de pessoas nos espaços interiores.
» Respeite o distanciamento físico e social à entrada e em todas as salas de espera, gabinetes de consulta, análises, exames e tratamentos.

Doentes em tratamento
» Apesar da pandemia COVID-19, não existe qualquer indicação para suspender ou adiar o tratamento da sua doença oncológica. Todavia, como sucede antes de qualquer tratamento, será avaliado pelos nossos médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde.
» Cumpra o seu plano de tratamento. Não falte a consultas, exames ou tratamentos. Compareça no IPO apenas 15 minutos antes da hora marcada, use máscara cirúrgica e evite trazer acompanhante.
» Caso não possa comparecer, por favor avise-nos por telefone (nº 217 229 800) ou email (atendimento.gd@ipolisboa.min-saude.pt).
» Para evitar deslocações não essenciais, algumas consultas de acompanhamento poderão ser realizadas por telefone. Neste caso, será previamente contactado.
» Não venha ao IPO só para levantar medicamentos. Consulte a medicação que tem prescrita e agende a sua entrega na farmácia do IPO através da app MyIPOLisboa ou através do e-mail MeusMedicamentos@ipolisboa.min-saude.pt.
» Sempre que possível desloque-se em viatura própria. Se tiver que se deslocar num veículo de transporte de doentes, conheça as regras a que estão obrigadas as empresas que asseguram o transporte: «Recomendações COVID-19: transporte de doentes oncológicos».
» Se, nos últimos 14 dias, teve febre, tosse, dores de cabeça e dores no corpo, perda de paladar ou olfato, dificuldades respiratórias ou contacto próximo com pessoa com COVID-19, antes de vir ao Instituto entre em contacto com o secretariado clínico ou com o Atendimento Não Programado do IPO.
» Em caso de agravamento da sua doença oncológica, entre em contacto com o serviço de Atendimento Não Programado ou com o secretariado da consulta onde é seguido através do tel. nº 217 229 800 ou dos e-mails (atendimento.gd@ipolisboa.min-saude.pt / sanp@ipolisboa.min-saude.pt). Indique sempre o seu nome completo, o nº de processo do IPO e exponha a situação.

App MyIPO Lisboa
» Use a aplicação móvel MyIPO Lisboa e aceda à sua agenda de consultas, tratamentos, análises, exames e meios complementares de diagnóstico e terapêutica.
» Consulte a prescrição de medicamentos e agende a sua entrega na farmácia do IPO ou solicite o seu envio para uma farmácia perto do seu local de residência.
» Solicite relatórios para efeitos de junta médica ou Atestado Médico de Incapacidade Multiusos.
» A app MyIPOLisboa destina-se exclusivamente a doentes do Instituto. Pode ser descarregada gratuitamente para o telemóvel nas plataformas Google Play e App Store e também está disponível no computador: aceda aqui.

Testes diagnóstico COVID-19
» O IPO Lisboa faz testes de diagnóstico de COVID-19 a todos os doentes que vão ser internados, que iniciam tratamentos de quimioterapia, imunoterapia, radioterapia e que vão realizar cirurgia e exames médicos invasivos.
» Compareça ao teste e enquanto aguarda os resultados siga as orientações que lhe serão facultadas.
» Se o resultado do seu teste for positivo para o novo coronavírus, o IPO entrará em contacto consigo e o seu plano de tratamentos poderá ter de ser ajustado.
» Consulte aqui as orientações do IPO Lisboa para os doentes que realizam teste de diagnóstico à COVID-19.

Conduta no IPO
» Em todas as situações em que seja permitida a entrada de visitante ou acompanhante, colabore com os profissionais do IPO Lisboa cumprindo o distanciamento físico entre visitante, doente, profissionais de saúde e outros utentes; respeito pela etiqueta respiratória; higienização das mãos; uso de máscara cirúrgica em todos os circuitos e percursos.
» Sempre que nas 48 horas seguintes à vinda ao IPO desenvolva sintomas sugestivos de COVID-19 ou apresente um resultado positivo para SARS-CoV-2 num teste laboratorial informe o serviço onde esteve.

Recomendações a seguir fora do Instituto
» Esteja atento ao aparecimento de sintomas de infeção respiratória (tosse, secreções, dificuldades respiratórias) e controle a temperatura corporal duas vezes por dia.
» Esteja atento ao aparecimento de dores de cabeça e no corpo, conjuntivite, perda de paladar ou olfato.
» Quando espirrar ou tossir tape o nariz e boca com um lenço de papel ou com o cotovelo – nunca com as mãos –, deite o lenço no lixo e lave cuidadosamente as mãos.
» Lave as mãos com frequência ou desinfete-as com uma solução alcoólica e evite tocar na máscara.
» Evite o contacto com pessoas doentes, em especial com queixas respiratórias.
» Restrinja os seus contactos sociais.
» Não partilhe alimentos, bebidas nem objetos pessoais.
» Proteja-se e evite saídas e deslocações não essenciais.
» Evite frequentar recintos fechados.
» Quando estiver com outras pessoas utilize uma máscara cirúrgica.
» Se tiver de viajar em transportes públicos use sempre a máscara cirúrgica e cumpra todas as regras de prevenção.
» Mantenha sempre a distância física e social recomendada – pelo menos 1,5 metros – de vizinhos, amigos, visitas e outras pessoas.
» Limpe regularmente as superfícies de contacto (telemóveis, comando da TV, teclados, interruptores, maçanetas de portas, corrimãos, etc.).

Em caso de sintomas suspeitos de COVID-19
» Não venha ao IPO. Entre imediatamente em contato com a Linha SNS24 – 808242424 e informe sobre os sintomas, contactos e a sua doença oncológica.
» Evite o contacto com as pessoas à sua volta, coloque uma máscara cirúrgica e, se possível, resguarde-se num quarto que possa ser arejado.
» Siga todas as indicações que lhe forem dadas pelos profissionais da Linha SNS24.
» Não se desloque ao centro de saúde ou aos serviços de urgência hospitalar sem referenciação prévia da Linha SNS24.
» Em caso de emergência, por exemplo dificuldades respiratórias, ligue para a linha de emergência nacional, nº 112.
» Esteja atento ao nosso portal de internet, onde é divulgada toda a informação dirigida a doentes e utentes do IPO, e à informação que é disponibilizada pela Direção Geral da Saúde sobre a evolução pandemia COVID-19 em Portugal.
» Se por estas razões tiver de adiar a sua vinda ao IPO, logo que possível informe o secretariado da consulta onde é seguido através do tel. nº 217 229 800 ou do e-mail atendimento.gd@ipolisboa.min-saude.pt, indicando o seu nome completo e o seu nº de processo.