Voltar

29 de Dezembro 2023

Centenário com calendário de eventos que se estende por 2024

As comemorações começaram a ser assinaladas com a apresentação do selo comemorativo e do novo logotipo do IPO Lisboa, ainda em setembro e outubro. Num final de ano recheado de eventos que lançam um olhar renovado sobre o Instituto, 2024 será ainda tempo de continuidade de celebração.

Os 100 anos do IPO Lisboa assinalam-se dia 29 de dezembro. Foram sendo dinamizadas várias iniciativas, por forma a promover e renovar a imagem do Instituto e, também, homenagear o trabalho dos profissionais que aqui trabalham.

 

Em dia de aniversário, além do tradicional bolo que dá o toque de festa, é revelado o novo vídeo institucional, que conta com a intervenção especial de Ricardo Araújo Pereira. De forma solidária, o humorista e apresentador emprestou a voz a uma parte do vídeo, que foi gravado ao longo de dois dias em vários serviços e espaços do IPO Lisboa, graças à colaboração de utentes e profissionais, entre médicos, técnicos, farmacêuticos, assistentes técnicos e operacionais e enfermeiros, além de elementos da Liga Portuguesa Contra o Cancro e da Operação Nariz Vermelho.

 

Na última sexta-feira do ano, o ponto alto é uma surpresa no corredor do Pavilhão Central: o mural de fotografias dos trabalhadores, feito para assinalar os 90 anos do IPO Lisboa, cresceu e foi atualizado com novo grafismo e ainda mais fotografias. No mesmo dia, inicia-se a distribuição de alguns artigos alusivos ao centenário, oferecidos pelo Conselho de Administração a todos os profissionais.

Iniciativas culturais, desportivas e… de celebração

 

Uma semana antes, o IPO ficou a conhecer as 20 fotografias da autoria de 15 trabalhadores, selecionadas por concurso para a exposição de fotografia ‘100 anos de história(s) no IPO Lisboa’.

 

A inauguração teve lugar dia 21 de dezembro, no piso zero do Pavilhão Central. A mostra resulta do concurso promovido em setembro e outubro.

Outro evento recente associado ao centenário foi a Corrida São Silvestre El Corte Inglés, que pôs Lisboa a correr à noite, a 17 de dezembro, a favor do IPO Lisboa, com parte das receitas a reverter para o Instituto (8.000 euros).

 

Esta festa do desporto, que juntou crianças, adultos e pessoas com mobilidade reduzida, esgotou. Oito mil pessoas festejaram também a (promoção da) Saúde, a família e o convívio.

O último trimestre de 2023 foi ainda tempo de várias ações de comunicação e divulgação da efeméride marcarem o arranque das celebrações. A 29 de setembro – precisamente três meses antes da data que marca os 100 anos sobre a publicação do diploma que criou o Instituto Português para o Estudo do Cancro, liderado pelo cirurgião Francisco Gentil –, a apresentação do selo comemorativo do centenário deu o pontapé de saída ‘oficial’.

 

A cerimónia, que decorreu no anfiteatro do IPO e contou com a presença do Ministro da Saúde, Manuel Pizarro, revelou o resultado da parceria com os Correios de Portugal-CTT: uma emissão filatélica especial onde se concilia o lado histórico e a memória do passado com uma visão mais modernista e atual, através da conjugação de imagens de há décadas e mais da atualidade. Edward Limbert, Manuel Abecassis, Bráulio Amado, Ricardo da Luz, Francisco Matoso, Francisco Ramos e João Oliveira, ex-Diretores de Centro e ex-Presidentes do Conselho de Administração do IPO foram convidados a participar e a deixar as suas assinaturas no sobrescrito da primeira emissão do selo.

 

Também o mural oferecido pelo artista plástico Bordalo II marcou as festividades. E marca quem por ele passa, na rampa de acesso ao túnel do Pavilhão Central… No final de novembro, o Instituto ganhou mais cor com os pintainhos da “esperança”. Bordalo II ofereceu uma obra inédita ao Instituto, dando nova vida a uma parede junto à Farmácia. Reutilizando lixo e resíduos hospitalares – como uma cadeira de rodas, monitores e teclados de equipamentos, proteções de rodas das macas e ainda copos de aspiração – uma assemblagem de matérias reciclados fez “nascer” dois pintainhos amarelos que cativam quem passa. “Para além de ser uma figura familiar para adultos e crianças, é um sinal de recomeço e de futuro”, explicou Artur Bordalo, nome artístico de Bordalo II.

Uma outra forma de marcar o centenário, num projeto editorial que se pretende lúdico, didático e promotor da literacia em saúde é o livro ‘Quem te avisa teu amigo é’, das autoras Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada, com ilustração de Pedro Brito, resultante da parceria entre a Imprensa Nacional Casa da Moeda (INCM) e o IPO Lisboa. O conto infantojuvenil foi apresentado num final da tarde de dezembro, no El Corte Inglés, em Lisboa.

 

Além de dar a conhecer alguns marcos da Medicina e do percurso do IPO Lisboa, este livro apresenta – numa abordagem informativa e pedagógica – como, no dia a dia, os jovens podem adotar comportamentos e estilos de vida saudáveis. Através da leitura, de forma descontraída, mas com rigor, contribui também para alargar a literacia em saúde entre os mais jovens.

Prevê-se que seja lançado já em 2024 o livro “O Essencial sobre o IPO Lisboa”, também em parceria com a INCM, da autoria da historiadora Helena da Silva. A coleção “O Essencial” dispensa apresentações e o livro dá a conhecer o essencial da história do IPO Lisboa, o motivo da sua existência e o que fez dele uma instituição única no país a congregar os cuidados de assistência, o ensino e a investigação do cancro.

 

O novo logotipo do IPO Lisboa, revelado a 19 de outubro, é um olhar renovado sobre a identificação gráfica corporativa, que incorpora também o símbolo do caranguejo, já conhecidos de todos. Tem a assinatura do designer José Brandão (B2 Atelier de Design), professor Emérito da Faculdade de Arquitetura de Lisboa, responsável pela imagem e design gráfico de instituições como a Fundação Calouste Gulbenkian, a Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, e pelas propostas inovadoras para cartazes e capas de discos e livros para nomes como Fausto, Zeca Afonso ou Sérgio Godinho ou Herberto Helder.

 

O calendário de 2024 será recheado de eventos relacionados com o aniversário. A Mostra de Cinema IPO Lisboa 100 Anos decorre entre 5 e 7 de janeiro no Cinema São Jorge, em Lisboa. Organização conjunta entre o Instituto e a IndieLisboa, reúne seis filmes, de várias épocas e géneros – documentário, ficção, drama, comédia -, cada um com uma perspetiva diferente sobre a forma como lidamos com o corpo e com o cancro. Antes de cada exibição, será feita uma apresentação por um profissional de saúde do IPO Lisboa. Numa das sessões, haverá também um painel de debate que envolverá representantes da sociedade civil.

 

Para o ano de 2024, estão ainda em preparação outras iniciativas de celebração deste século de existência. Inauguração de novos espaços, uma conferência científica e momentos que promovam o convívio entre os trabalhadores são algumas das ações previstas.

 

Parabéns IPO Lisboa!