Back

Recrutamento de Assistentes Técnicos - área da Gestão de Compras (m/f)

O Instituto Português de Oncologia de Lisboa Francisco Gentil – E.P.E. informa que se encontra aberto procedimento para recrutamento de Assistentes Técnicos, em regime de Contrato Individual de Trabalho por Tempo Indeterminado e em regime de Contrato Individual de Trabalho a Termo Incerto, para integrar o Serviço de Gestão de Compras.

 

1.Local de trabalho: Instituto Português de Oncologia de Lisboa Francisco Gentil – E.P.E.

 

2.Período de Trabalho: 35 (trinta e cinco) horas semanais.

 

3.Remuneração: 635,07€.

 

4.Principais responsabilidades: Execução de processos aquisitivos, utilização da plataforma eletrónica de compras e elaboração de reportes para entidades externas e para o próprio Serviço de Gestão de Compras.

 

5.Perfil:
Requisitos obrigatórios de candidatura:
a) Idade mínima – 18 anos;
b) Habilitação literária – possuir o 12.º ano completo.

 

Requisitos preferenciais:      
a) Experiência profissional mínima de 3 anos (em funções públicas ou privadas);
b) Domínio de conhecimentos em contratação pública;
c) Facilidade e experiência em interpretar legislação;
b) Bons conhecimentos de informática na ótica do utilizador nos programas do Office (Word, Excel, PowerPoint) e razoáveis ao nível de criação e utilização de bases de dados e Internet.


Outros requisitos:
a) Dinamismo e capacidade de trabalho;
b) Organização e método;
c) Espírito de equipa e bom relacionamento interpessoal.

 

6.Formalização das candidaturas: por correio eletrónico rhrecrutamento@ipolisboa.min-saude.pt , até 30 de junho de 2019. No assunto deverá ser feita a referência expressa a «BR/AT_GC/2019»

 

7.Documentos obrigatórios a anexar:
a) Curriculum Vitae atualizado (até ao limite de 3 páginas)
b) Cópia do Certificado de Habilitações (comprovativo da conclusão do 12º ano)

 

8.Fatores de exclusão:
a) Todas as candidaturas que não tenham em anexo os documentos obrigatórios, referidos no ponto 7);
b) Candidaturas enviadas sob outro meio que não o referido no ponto 6).

 

Lisboa, 18 de junho de 2019