Voltar

Radioterapia

Dra. Filomena Trindade dos Santos

Diretora

Enfª. Alexandra Marques

Enfermeira chefe

Coordenadora

Técnica Márcia Sousa

Localização

Pavilhão de Radioterapia

ipo-Radioterapia-1200x559

O nosso serviço trata e acompanha os doentes do IPO que necessitam de fazer radioterapia e os que são referenciados por hospitais do Serviço Nacional de Saúde da Região de Lisboa e Vale do Tejo que não dispõem desta especialidade, fundamental no tratamento da doença oncológica.

 

Os nossos recursos humanos são altamente qualificados e trabalham em equipa multidisciplinar, constituída por médicos radioncologistas, físicos médicos, técnicos de radioterapia, enfermeiros, assistentes operacionais e assistentes técnicos. Integramos as diferentes consultas multidisciplinares de decisão terapêutica do IPO.

O Serviço de Radioterapia do IPO está equipado com seis modernos aceleradores lineares – estamos a preparar instalação do sétimo – para tratamentos de radioterapia externa, um microSelectron para tratamentos de braquiterapia e uma tomografia computorizada 4D para planeamento dos tratamentos.

Radioncologia

A radioncologia é uma das especialidades médicas que integra a equipa multidisciplinar que tem a cargo o doente oncológico. No decurso da doença, 50 a 60 por cento dos doentes oncológicos farão radioterapia com intuito curativo ou paliativo.

 

É cada vez maior o número de situações clínicas cujo protocolo terapêutico indica radioterapia isolada ou associada a outros tratamentos, por exemplo radioterapia e quimioterapia. Para além disso, e de acordo com o conhecimento científico atual, verifica-se um aumento significativo de doentes com indicação para tratamento com técnicas de radioterapia mais diferenciadas, como a estereotáxica e radiocirurgia, ambas disponíveis no IPO.

Tratamentos

A radioterapia utiliza radiação ionizante no tratamento do cancro e de algumas doenças benignas. Tem por objetivo administrar a dose considerada adequada no volume tumoral e, simultaneamente, minimizar a dose de radiação que atinge os tecidos saudáveis adjacentes, designados por órgãos de risco.
O tratamento de radioterapia pode dividir-se em dois grupos, de acordo com a forma como a radiação é administrada: radioterapia externa e braquiterapia.

 

Na radioterapia externa, a fonte de radiação está a uma determinada distância do doente, ao passo que na braquiterapia a fonte radioativa é colocada próxima do tumor.

Para o planeamento dos tratamentos de radioterapia externa e de braquiterapia é efetuada uma tomografia computorizada (TC) que permite visualizar os volumes a tratar e a proteger de forma tridimensional e com recurso a acessórios de imobilização, o que garante a reprodutibilidade diária do tratamento.

 

Entre outros acessórios de imobilização, temos as máscaras termoplásticas para imobilização da cabeça, que são usadas na irradiação de tumores do sistema nervoso central e de tumores de cabeça e pescoço e o plano inclinado, com apoio para os braços, usado na radioterapia dos tumores da mama e do pulmão.

 

No IPO fazemos os seguintes tratamentos:

Radioterapia externa: técnicas de tratamento:

 

  • Radioterapia conformacional 3D
  • Radioterapia de intensidade modulada
  • Arcoterapia volumétrica modulada
  • Gating respiratório
  • Radiocirurgia
  • Radioterapia estereotáxica e radioterapia estereotáxica corporal
  • Radioterapia guiada por imagem
  • Irradiação total da pele
  • Irradiação total corporal

Braquiterapia: técnicas

 

  • Intracavitária com alta taxa de dose (HDR)
  • Intersticial com alta taxa de dose (HDR)
  • Implante prostático de sementes de iodo-125

Utilizamos cookies para garantir que tem a melhor experiência no nosso site.

Se continuar a usar este site, assumiremos que está de acordo com a utilização de cookies